Deixa pra Lá

:Deixa pra Lá



  Mendigos pegando comida no lixo

  Seres-Humanos vivendo que nem bicho

  A maioria desses caras tem um bom coração

  Que nunca tiveram uma chance na mão.



  Vivendo e se arrastando de modo sub-humano

  Improvisando roupas com pedaços de pano

  Ele luta com o destino e vive mais alguns segundos

  Dormindo na sarjeta ou em becos imundos.



  Eu sei que é muito difícil viver

  E eu já não sei o que fazer

  Como é que eu posso desatar esses nós

  Se o sistema bate chuta, estupra e cospe em nós



  Deixa pra lá

  O Presidente do povo já foi eleito

  Deixa pra lá

  Não se pode mais sair na rua sem medo

  Deixa pra lá

  Cidadãos que são presos por causa de um baseado

  Deixa pra lá

  E os malucos na rua continuam armados



  A luta pra sobreviver se torna mais intensa

  E o bom ditado diz "cada cabeça uma sentença".

  Um adulto transforma uma criança em meliante.

  Faz aviãozinho até que vira traficante.



  E moleque se liga que não apanha mais dos pais

  Porque ele tá levando um troco a mais.

  Ele convida o amiguinho pra ajudar na função,

  Aumentando a área de atuação.



  Com o tempo ele percebe que o bagulho dá um sustento

  A polícia tá na cola, ele fica sempre atento

  Não dá mais pra bancar o vacilão

  "Os hômi qué meu coro eu vou comprar meu três oitão"...



  Daí o cara cresce

  E vai fazer o mesmo que o primeiro fez

  Vai procurar um molequinho

  E dar pra ele várias drogas de uma vez.



  Eu sei que é muito difícil viver,

  E eu já não sei o que fazer

  Como é que eu posso desatar esses nós

  Se o sistema bate, chuta, estupra, cospe em nós.



  Deixa pra lá

  O Presidente do povo já foi eleito

  Deixa pra lá

  Não se pode mais sair na rua sem medo

  Deixa pra lá

  Cidadãos que são presos por causa de um baseado

  Deixa pra lá

  E os malucos na rua continuam...



  TV aberta, fecha a mente,

  E eu me recuso a assisti-la ultimamente.

  Porque a TV dá o circo mas não dá o pão

  E o palhaço desse circo é a população!!!



  E ainda tem mendigo,

  Também tem traficante,

  Eu fico puto com a polícia

  E a TV continua distante...



  No que diz respeito a um projeto social

  Conscientizando a juventude dos direitos e não apenas da moral

  Tratados como marginais

  Pelos próprios policiais



  Também não adianta esperar a solução cair do céu

  Senão quando eu for ver passei de vítima pra réu

  Meta a mão na massa contra essa desgraça

  Não fique aí parado se levante agora e faça



  E desculpa se eu falei até agora

  Mas às vezes é melhor agente olhar a coisa de fora

  Tudo não passa de uma grande sabotagem,

  E isso que eu te digo meu irmão não é viagem.

  Agora, se você não entendeu a mensagem... Então...



  Deixa pra lá...

Bruno Piccirelli Santos