Malandro Demais se Atrapalha

A humildade é uma dádiva de Deus
E gostaria que soubessem disso alguns amigos meus
Que vivem na cidade no caos e no inferno
E esquecem que ninguém é eterno

Mas ninguém aqui tem peito de aço, cumpádi
Esse é um dos ensinamentos da malandragem
A paz, o amor, a compreensão
Transparência e atitude no aperto de mão

Tem gente que foge da cruel realidade
E esquece que lá fora existe um mundo de verdade
Justificam falando dos problemas que tem
Mas problema por problema, velho, eu tenho também

Vivemos num mundo de classes sociais
Esquecemos que somos todos iguais.
Mas eu não vou fugir do foco da questão
Pra não dizerem que eu falo e nunca chego à conclusão.

Refrão:
Malandro demais se atrapalha
Maluco é mó vacilo é tu tentar alimentar fogo de palha
Malandro demais se atrapalha
Malandro que é malandro tá suave e nunca encosta na navalha
Malandro demais se atrapalha
Aí maluco eu digo que é melhor tu ir pegando as tuas tralhas
Malandro demais se atrapalha
Malandro que é malandro sabe que não existe fita sem falha

Malandragem não é falar demais
Já disse o pensador: malandragem é sobreviver em paz.
Também não é falar de menos
É falar valorizando os princípios que nós temos

Humildade não é abaixar a cabeça
Nem se rebaixar por qualquer coisa que aconteça
Pensa rápido e fala devagar
Ninguém falou que é fácil, tu precisa acostumar

Malandragem é prestar atenção na conversa.
Malandragem é se ligar quando a atenção se dispersa
Malandragem é sentir quando um mané te atravessa
E humildemente retomar o assunto da conversa.

Refrão

Éééééé, malandro demais se atrapalha
Cão que late não morde
Não dá pra contar toda hora com a sorte
Você engana algumas pessoas de vez em quando
mas não engana todo mundo ao mesmo tempo
Já diz o velho brother Waldemar
Vamos devagar que eu to com pressa
Passando por aquilo que te estressa
Respeitando o próximo
Sem usar o outro de escada pra continuar a caminhada
Consciência limpa, livre leve e solto
Nada como um dia após o outro
Existe a justiça divina pra quem é gente fina
Vai pela sombra meu irmão
Não cospe pra cima que cai na cabeça
E aí... ouve o que eu te digo mas não espalha
Malandro demais se atrapalha

Bruno Piccirelli Santos